Site NetCartas

Guia do iniciante: 4 dicas para ser o campeão de Poker

Gambling game

O Poker é como o futebol: um jogo muito simples de aprender e muito difícil de se jogar bem. Nos últimos anos, sua popularidade explodiu no Brasil, já que ele passou a ser tratado como esporte, com direito a campeonatos milionários, transmissão de partidas ao vivo na TV e até reality shows.

Se até há pouco tempo a modalidade mais popular por aqui era o Poker fechado (aquele em que cada jogador recebe cinco cartas de uma vez e pode trocá-las para melhorar a mão), hoje esse título está com o Texas Hold’em. Enquanto no Poker fechado só existem duas apostas por partida, no Hold’em existem quatro. Essa variedade cerebral e cheia de suspense é a que oferecemos no NetCartas e que você aprenderá a dominar agora.

1. Conheça as regras

O Poker é como o truco: não é preciso ter a melhor mão, basta que os outros jogadores pensem que você a tem. É evidente que grandes jogadores conhecem bem as probabilidades matemáticas de cada combinação e prestam atenção nas cartas que estão na mesa, mas Poker não é como xadrez ou uma corrida de carros, nos quais basta olhar a partida para ver quem está ganhando. Tem sempre alguém escondendo o jogo.

2. Não entre em todas

A regra para ganhar no Poker é simples: se você entra no jogo com uma mão melhor que as dos adversários sistematicamente, ganhará mais partidas que eles. O Poker envolve sorte e você não pode garantir que receberá boas cartas. Sua única opção é pular fora e correr de todas as partidas em que receber mãos ruins.

3. Jogue de acordo com a posição

Em todas as partidas de Poker haverá um Dealer, papel no qual os jogadores se alternam. O Dealer é a melhor posição porque é o último a jogar e, portanto, tem mais informação sobre todos os outros jogadores. Se muitos jogadores correrem, ele sabe que a partida está fraca e basta apenas uma mão razoável para vencer. Ao contrário, se todo mundo permanece no jogo, há bastante gente com boas cartas. Já o Small Blind é o primeiro a jogar e não sabe absolutamente nada exceto as cartas que tem na mão.

Essas diferenças levam os especialistas a classificarem as posições em “early”, “middle” e “late”. Quem joga primeiro (“early”) deve exigir bastante das cartas que recebe e só prosseguir no jogo se a mão for forte. Quem joga mais tarde não precisa ser tão exigente. Você deve correr mais quando estiver numa “early position” e apostar mais quando estiver numa “late”.

4. Conheça as boas mãos

Existem 169 mãos iniciais possíveis no Hold’em, desde as melhores possíveis (como um par de ases) até a pior de todas (um dois e um sete de naipes diferentes). Jogadores iniciantes podem melhorar rapidamente se jogarem um jogo “apertado”, ou seja, correndo na maior parte das vezes (metade ou até 80%) e apostando agressivamente quando têm uma boa mão.

São mãos excelentes (aposte sem dó): dois ases; dois reis; duas damas; ás-rei; dois valetes; ás-dama; rei-dama; ás-valete; rei-valete; ás-dez. Em outras palavras: as cartas mais altas e próximas entre si.

São mãos terríveis: a mão dois-sete (de naipes diferentes) é a pior possível, porque são as cartas mais baixas que você pode ter e com as quais não pode formar uma sequência – existem quatro cartas entre o dois e o sete, mas no pôquer a mão só tem cinco cartas. São também péssimas combinações: dois-oito; três-oito; três-sete; dois-seis; dois-nove; três-nove; quatro-nove e dois-dez. Em outras palavras: cartas baixas e com grande distância entre si. Se você recebeu uma mão assim, corra, porque é perder dinheiro na certa.

E então, pronto para pôr em prática o que acabou de aprender? Então que tal uma partidinha GRÁTIS de Poker?

COMPARTILHE

Posts Relacionados

Pesquisar

Facebook NetCartas

Google Plus NetCartas