Site NetCartas

Paciência, o jogo do solitário

Como você faz para passar o tempo quando está sozinho? Há mais de dois séculos, milhões de pessoas ao redor do mundo se distraem, de forma solitária, por meio de um jogo de cartas dos mais famosos: a Paciência.

Seja utilizando cartas ou jogando no computador, a Paciência é muito popular e uma ótima diversão. Apesar de ser simples de jogar, exige concentração, sorte e raciocínio. Uma bela forma de ocupar a mente!

Você acha que conhece o jogo? Veja essas informações e aprenda mais!

Origens

As origens da Paciência remontam ao século XVIII. Não se sabe exatamente como o jogo surgiu, mas acredita-se que os primeiros a jogarem foram prisioneiros franceses. Há quem aposte que um aristocrata da França inventou o jogo enquanto esteve preso na Bastilha.

Dizem que até mesmo Napoleão Bonaparte se divertia com a Paciência durante seu exílio em Santa Helena, para melhorar seu raciocínio e concentração.

Paciência pelo mundo

A Paciência foi aos poucos se espalhando por outros países. Seu primeiro registro oficial é de 1783, em livros alemães.

O jogo possui diferentes nomes ao redor do mundo. Na França, é o “Sucesso”; na Inglaterra, é conhecido como “Jogo de Paciência”; já portugueses e noruegueses o batizaram de “Kabala”.

A forma mais clássica de Paciência, e a mais conhecida até hoje, tem sua origem no Velho Oeste norte-americano, no final do século XIX. Seu nome original era Klondike, e foi inventado por Wes Cherry. Ele é jogado com 52 cartas do baralho (os Curingas são retirados), e apenas uma carta é virada por vez. Ele se assemelha a um outro tipo de paciência, mais antigo, chamado Canfield.

Hoje em dia, há várias versões do jogo. Além do Klondike e do Canfield, há o Free Cell, o Ace of the Pile, o Cálculo, o Concentração e o Pirâmide. A popularidade do Klondike e do Free Cell cresceram vertiginosamente por meio dos computadores da Microsoft, no século XX, já que o sistema Windows vem com eles instalados há décadas.

Principais dicas

O Klondike é muito simples de se jogar, o que não quer dizer que seja fácil. Ele exige muita atenção e concentração, o que é ótimo para trabalhar suas habilidades mentais.

Algumas estratégias são fundamentais para se vencer nessa versão da Paciência. É preciso saber que as melhores cartas são o Ás e Dois, e por isso você nunca deve desperdiçar a chance de usá-las. Você deve sempre aproveitar para liberar cartas que estão fechadas – o sucesso do seu jogo está aí. Um erro muito comum é de jogadores que movem a pilha de Ás quando isso pode travar o andamento da partida. Por isso, o ideal é não ter pressa para formar pilhas de Áses e fazer os movimentos conforme o andamento do jogo.

Dá muito mais gosto de jogar quando a gente conhece mais a respeito, não é? A Paciência é uma ótima atividade para o solitário. Além de ajudar a passar o tempo, ainda faz com que ele exercite importantes funções mentais. Por isso, pegue o seu baralho ou jogue online e divirta-se!

 

COMPARTILHE

Pesquisar

Facebook NetCartas

Google Plus NetCartas