Site NetCartas

Série NetCartas: Conheça tudo sobre Truco

A origem do baralho é controversa. Acredita-se que o jogo de cartas surgiu em 1392 pelas mãos do Rei Carlos, da França. Outra teoria nos aponta uma concubina de um imperador chinês como responsável em 1120 a.C. Há ainda a teoria de que as cartas nasceram na Índia para serem usadas como oráculo ou a de que o baralho moderno surgiu por meio dos mamelucos do Egito, no fim dos anos 1300.

O fato é que, mesmo sem sabermos sua origem ao certo, o jogo de cartas se popularizou mundo afora e se firmou como um dos passatempos mais divertidos, baratos e estimulantes para a mente. Quem resiste a uma mesa com amigos, bebida gelada e um bom jogo de baralho? Diversão na certa, mesmo para os casos em que o jogador joga sozinho ou apenas com mais um parceiro. Exemplo disso é o truco, tão popular no Brasil e demais países da América do Sul e da Europa, como Espanha e Itália. E foram os imigrantes italianos e espanhóis os responsáveis por introduzirem o jogo em nosso país. Apesar de ter algumas vertentes com pequenas variações, como o truco gaúcho, mineiro ou paulista, o ponto em comum é que disputa-se para ver quem tem a carta mais alta em uma melhor de três voltas em que cada jogador deve largar uma.

inglaterraOrigem do truco

Ainda que popularizado por outros povos, o truco nasceu na Inglaterra. Inspirado em um jogo chamado Put, chegou a ficar esquecido durante décadas, até ressurgir em algumas regiões da Espanha e França, onde ganhou novas regras. Seu nome vem da palavra truque, tanto de origem francesa quanto espanhola.

Seis, nove, doze!

O truco tem como particularidade o fato de que não é jogado a dinheiro, mas por pontos. Ele é disputado em mãos que são divididas em três rodadas. Quando um jogador ou mais alcançam ou ultrapassam os 12 pontos, vencem a rodada. Em cada rodada os jogadores colocam uma de suas cartas na mesa e vence quem tiver a de valor mais alto. Cada mão tem um valor que pode variar de 1 a 9 pontos, variando de acordo com as apostas feitas.

3_6_12 (1)

Truques, estratégias e afins

O jogador precisa mesmo é de malícia para blefar constantemente. É importante jogar com um parceiro “afiado”, de preferência que seja o oposto de você na hora de soltar as cartas. Se você gosta de guardar muita carta, jogue com quem tem “a mão mais solta”. Analisar o momento certo de soltar uma carta de valor mais alto é fundamental. A entonação de voz na hora de pedir truco também conta, afinal os adversários prestam atenção se você muda o comportamento dependendo da carta que tiver na mão.

Por outro lado, preste atenção se um jogador descarta cartas baixas nas duas primeiras rodadas. Se isso acontecer, a probabilidade dele ter cartas altas na terceira é bem grande.

Ficou com vontade de praticar um pouco suas habilidades no truco? Então comece agora uma partida online! É uma forma divertida de conhecer jogos de baralho e
aprimorar suas técnicas!

COMPARTILHE

Posts Relacionados

Pesquisar

Facebook NetCartas

Google Plus NetCartas