Site NetCartas

Uno, Can Can e Mau-mau: semelhantes, mas não iguais

Three teenagers playing cards.

O Mau-mau, o Uno e o Can Can pertencem à nobre família dos ‘matching games’, nos quais os jogadores se alternam descartando cartas compatíveis com aquela que está no topo da pilha de descarte. Em quase todos esses jogos, o objetivo é ser o primeiro a ficar sem cartas na mão.

Mas existem diferenças entre eles ou é tudo a mesma coisa? Apesar de poucas, elas existem e são  muito importantes, como veremos a seguir.

O que é o Uno?

O Uno é um jogo comercial, ou seja, uma marca. É distribuído no Brasil pela empresa Kids e Cia e pertence internacionalmente à Mattel (dona das marcas Barbie, Hot Wheels e Monster High). Pela sua popularidade no mundo todo, existem muitos aplicativos para se jogar Uno em celulares ou via Facebook.

O Uno foi inventado pelo barbeiro americano Merle Robbins (1912-1984) no começo dos anos 70 justamente para pôr fim a disputas sobre regras. Robbins gostava de jogar com o filho o “Crazy Eights” (um ‘matching game’ popular nos EUA muito parecido com o Mau-mau) e eles tinham muitas discussões sobre a forma de jogar. Criar um baralho específico, em vez de usar o mesmo tipo de cartas usadas para jogar pôquer e incontáveis outros jogos, resolveria a questão.

O Uno tradicional tem 108 cartas. São 19 cartas numeradas de 0 a 9 em cada uma das quatro cores (amarelo, azul, verde e vermelho), e 8 com cada um dos três poderes principais (‘compre duas’, ‘inverter’, ‘pular’). Como no Remígio, o jogador que “bate” fatura pontos de acordo com as cartas que sobraram nas mãos dos adversários. O primeiro a marcar 500 pontos vence.

O que é Can Can?

O Can Can é um jogo comercial muito parecido com o Uno, distribuído no Brasil pela Grow. O baralho tradicional vem com 112 cartas. A principal diferença é incluir a carta “+1”, além da tradicional “+2”. A “+1” faz o jogador anterior (e não o próximo) comprar uma carta, e não há defesa contra ela. Vence o primeiro jogador a atingir um “número combinado” de pontos.

E o que é Mau-mau?

A origem do Mau-mau é incerta, mas sabemos que é um jogo bem antigo. Em 1935 já era comercializado no Reino Unido o Whot!, espécie de avô do Uno – um baralho com cinco ‘naipes’ representados por formas geométricas. O nome ‘Mau-mau’ também é usado na Alemanha, o que desmente a noção de que o jogo tenha algo com a ver com ‘malvado’ (como pode ser pensado no Brasil) ou com o ditador chinês Mao (como pensam alguns americanos, inclusive com referências ao ‘chairman Mao’ em certas variações do jogo).

Chamamos de Mau-mau quase todo ‘matching game’ jogado com o baralho comum (normalmente dois baralhos, coringas inclusive, para um total de 108 cartas). O mais comum é que cada jogador receba sete cartas no início. O jogador que ficar com apenas uma carta na mão deve anunciar: “mau-mau”. Se não o fizer, deve comprar cartas.

Por ter regras simples, o Mau-mau é um jogo facilmente customizável – cada turma de amigos joga de um jeito. Algumas variações incluem:

Carta do silêncio. Quando um rei é jogado, todos os jogadores devem ficar em silêncio. Quem falar alguma coisa deve comprar cartas. Se alguém jogar outro rei, os jogadores podem voltar a falar (até outro rei etc.).

Comprando até ter. Normalmente, o jogador que não tem uma carta compatível deve comprar uma, e pode jogá-la imediatamente se for o caso. Há duas variações possíveis: (1) quem compra uma carta não pode jogá-la imediatamente; ou (2) quem não tiver carta deve comprar até achar uma compatível, mesmo que acabe comprando dez cartas.

Regras secretas. O jogador novo não é apresentado às regras da turma. Toda vez que violar uma regra, compra uma carta. Ele deve aprendê-las por tentativa e erro (e observação).

  1. Se existem X jogadores, há um número de X-1 colheres na mesa. Toda vez que um jogador joga um valete, ele diz ‘colheres!’ e todos tentam pegar uma colher. O jogador sem colher na mão (ou que agarrar mais de uma) deve comprar duas cartas.

E você, como joga Mau-mau com sua turma? Conte para a gente! E jogue vários jogos de graça no NetCartas!

 

COMPARTILHE

Pesquisar

Facebook NetCartas

Google Plus NetCartas